Contos da Meia Noite: Hospital Sinistro

Hospital Sinistro


Moro em uma cidade no interior do Paraná (prefiro preservar o nome) e nela tem um hospital abandonado há cerca de 4 anos já. É uma estrutura grande para o porte da cidade, um prédio cinza e velho de 9 andares e extensos corredores gelados. O lugar fica no final de uma rua e é cercado por árvores, que deixa o local mais insalubre que o habitual.

Certo dia, um amigo de nome Patrick que é formado em artes teve a ideia de fazermos um filme "found-footage" (para quem não sabe são esses filmes com câmera amadora estilo "Bruxa de Blair" e "Atividade Paranormal") no hospital, mas primeiro queríamos entrar no hospital para ver como está e pensar melhor nas tomadas, mas nunca tinha dado certo de fazer isso.

Uma bela noite, estava com esse amigo e mais um casal de amigos jogando conversa fora e então surgiu a ideia de finalmente entrarmos no hospital para vermos como estava. Era perto da 1 hora da madrugada, entramos por uma porta dupla frontal do hospital que já estava arrombado. Assim que abrimos a porta, uma lufada de ar frio e com cheiro podre passou por nós. A porta dava para um extenso corredor escuro, com vários vidros quebrados e cacos no chão. Ligamos as lanternas que trouxemos e continuamos seguindo em frente. Era comum ouvir vários barulhos, mas não estranhamos, pois devido ao tempo de abandono provavelmente havia vários animais no local. Subimos um lance de escadas e o cheiro de podridão aumentou, todavia, um silêncio tomava o lugar.

Meus amigos foram seguindo pelo lado esquerdo e eu para o lado direito, até chegar à uma porta entreaberta. Apontei a lanterna e abri vagarosamente a porta e meu coração acelerou, pois vi uma silhueta sentada em uma cadeira alguns metros a frente. Iluminei com minha lanterna e um amigo meu chegou perto de mim. Pudemos notar um senhor sentado de costas, com um boné preto na cabeça. Estávamos apreensivos e com muito medo e quando já estávamos dispostos a ir embora dali, o senhor levantou da cadeira e se virou para nós. Foi uma cena horrível e sinistra. O homem tinha a pela arroxeada e com cicatrizes pelo rosto e o mais terrível, no lugar dos olhos tinha carne viva. Saímos correndo do lugar e ouvimos a "criatura" gritar: "Olhe o que esses médicos fizeram com meus olhos!!!". Era uma voz terrível e me arrepio só de lembrar. Saímos correndo do lugar, tropeçando entre as pernas. A imagem que vi é terrível e nunca mais vou esquecer. Passei noites tendo pesadelos desde então e decidi compartilhar esse fato para tentar me aliviar dessa horrível lembrança que mais parece um pesadelo. Não penso em voltar ao hospital nunca mais e quero apagar aquela noite de minha memória.

Fonte: Mauro Max
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org

Contos da Meia Noite - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página