Contos da Meia Noite: A Lenda do Casarão Mal Assombrado

A Lenda do Casarão Mal Assombrado


Reza a lenda que no final da rua, de uma cidade do interior, existia um casarão onde o proprietário havia sido assassinado de forma cruel por um bando de ladrões. Atraídos por uma história que o velho possuía um tesouro composto de ouro e pedras preciosas escondido em algum lugar da casa os marginais invadiam o local e o torturaram para que ele revelasse onde estava o tesouro. Porém o velho era pão duro e teimoso, por isso se recusou a fazê-lo. Os marginais o esquartejaram e lançaram o que sobrou na lareira.

Desde então todos os anos, a meia noite do dia do aniversário de sua morte, o fantasma do velho aparece pedaço por pedaço na lareira, caindo pela chaminé. Dizem que se você esperar por tempo suficiente o corpo do velho irá se reintegrar e o fantasma lhe dirá onde está o tesouro. Ocorre que ninguém tem coragem suficiente para assistir a cena sobrenatural até o fim.

Na data do aniversário da morte do velho dois garotos chamados João e Tonico estavam na escola quando ouviram a lenda do casarão assombrado pelo velho proprietário. Eles afirmaram que não acreditavam em assombrações e seus amigos caçoaram deles os desafiando para que provassem a sua valentia. O desafio era que eles passassem aquela noite no local.

Assim que escureceu os outros garotos acompanharam os dois valentes até local, receosos ficaram esperando em frente a casa enquanto viam João e Tonico pularem pela janela e sumirem na escuridão.
Dentro da casa a atmosfera estranha e fria, sombras fantasmagóricas eram projetadas na parede pela luz das lanternas dos garotos. Parecia que ninguém tinha ido até o local por anos, pois a poeira e teias de aranha cobriam tudo. Corajosos os dois acomodaram seus sacos de dormir próximo a velha lareira quando João olhou para seu relógio e verificou que era meia noite em ponto.

Imediatamente ouviram um barulho estranho, era como se algo tivesse caído pela chaminé da lareira. Chegando mais perto viram que se tratava de uma perna decepada. Tonico soltou um grito de terror enquanto outra coisa caia pela chaminé, quase caindo por cima deles. Perceberam que era a outra perna cortada.

Paralisados pelo terror e sentindo as pernas tremerem viram que outros membros vinham rolando pela chaminé, até que uma cabeça tenebrosa caiu sobre os restos mortais. Como vermes rastejantes os membros se juntaram até formarem um cadáver fantasmagórico. Movendo os olhos e observando as crianças o velho apontou na direção delas.

As outras crianças, que estavam lá fora, ouviram gritos sobrenaturais provenientes do interior da casa. Amedrontados ficaram do lado de fora até o amanhecer do dia. Mesmo com medo eles se aproximaram e pela janela viram um grande baú de madeira em frente a lareira. Animados eles correram para dentro da casa e descobriram que a arca estava cheia de moedas de outro e pedras preciosas. Até que um deles recuou aterrorizado, por baixo do baú havia pernas ensanguentadas. Então eles puxaram a caixa que revelou os corpos esmagados de Joao e Tonico. A arca do tesouro havia caído em cima deles...

Fonte: Luciano/Clube dos Medos
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org

Contos da Meia Noite - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página